Como um rio

As vezes penso que as coisas podem ser bem mais simples do que imaginamos.
Nada de atrair o que quer que seja, de manifestar tantas coisas

– apenas deixar fluir.

Viver a vida como se fosse um rio. Devagar e sempre, e sempre em frente. Sem criar expectativa sobre a próxima curva, sem lamentar a bela paisagem que ficou para trás, sem se apegar a pedra nenhuma do caminho, sem se esquivar das quedas nas quais o rio se transforma em cachoeira.
Apenas um fluir carregado de contentamento pelo que vem a seguir.
O que será que o dia de hoje me reserva?
O que Deus colocou no meu caminho para que eu aprenda e evolua?
Qual milagre a vida vai me trazer hoje? ou sou eu que serei milagre na vida de alguém?

Apenas fluir…. sem resistencias, sem medos ou desejos.
Com amor e fé.

 

Pedras – Balneário Camboriú/SC – 2015

Talvez você curta ver isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *